Início de horário de verão e crianças pequenas

Foto tirada às 8 da noite em abril de 2014Será que só eu não gosto do horário de verão? Nunca gostei, quando estava finalmente ajustando o sono, o horário mudava de novo. Agora que sou mãe de uma criança de 2 anos, esse sentimento piorou um bocado, porque como você explica para essa criança que ela tem que acordar uma hora mais cedo e que ela tem que ir dormir quando ainda está o maior sol lá fora? Nem eu acredito que é tarde da noite com o solzão que fica. Eu sempre acreditei que criança precisa de regras, então logo de início, minha pequena tem horário pra ir dormir. E funciona bem aqui em casa, ela tem os horários certinhos para acordar, dormir, comer… o reloginho interno parece o da Rádio Relógio (quem lembra?). E quando por algum motivo as coisas não acontecem nos horários certos, ela fica um pouco mau humorada, o que eu considero normal para uma criança tão pequena. Por isso eu sempre levo os horários dela em consideração quando marco algum compromisso ou planejo qualquer coisa. Eu vou ter todo o tempo do mundo quando ela estiver crescida e isso não fizer mais tanta diferença.

Bom, mas então o que fazer para essa mudança inevitável não ser tão difícil? Algumas dicas para tentar minimizar os seus efeitos:

  • Começar a adiantar o relógio em 15 minutos com alguns dias de antecedência. Uma hora é uma diferença grande pra ser feita de uma vez, até pra nós, adultos. Colocar o despertador para 15 minutos mais cedo, e colocar a criança para dormir também 15 minutinhos mais cedo, ao longo de alguns dias pode ajudar nessa transição.
  • Manter a rotina da hora de dormir. Aqui em casa nós temos uma rotina (tomar banho, jantar, escovar os dentes, musiquinha/historinha…). Qualquer que seja a sua com seu pequeno, mantenha a mesma, ela também ajuda.
  • Cortinas “blackout”. Essas cortinas são a salvação de pais de crianças pequenas. Não adianta você dizer que horas são, mas a criança entende que “quando escurece, é hora de dormir”. (Vou confessar que eu também! Haha!).
  • Mantenha o sono em dia. Uma coisa que eu percebi é que quanto mais cansada minha pequena fica, mais difícil para ela pegar no sono. Se ela tira uma soneca (não é o normal, já tem tempo que ela não cochila durante o dia), eu deixo ela dormir o quanto ela quiser, e isso não atrapalha o horário dela dormir à noite.
  • Tenha paciência. Toda criança é diferente, umas irão se adaptar mais rápido do que outras, mas mantenha a rotina, tenha paciência e use todas as dicas disponíveis, e seu filho vai se adaptar logo. Tenha paciência também se seu filho ficar irritado. Eles são pequenos e não sabem se comunicar bem ainda. Por isso ficam frustrados e uma forma de demonstrar isso é a birra, mas sua paciência e apoio vão ajudá-lo na adaptação.
  • Não se esqueça de você. Com a correria do dia a dia, e ainda tentando ajudar os pequenos com essa mudança, podemos acabar esquecendo de nós mesmos. É importante também estarmos descansados, adultos também ficam mau humorados com a privação de sono.

Obs. Essa foto foi tirada às 8:00 da noite em abril de 2014. É de enlouquecer qualquer relógio interno, não? 🤪

You may also like...

Leave a Reply

%d bloggers like this: