O lado não “glamouroso” do inverno em Toronto

Gente, quem vem pro Canadá achando que a vida aqui é igual à dos personagens de filme, cheia de glamour, pode se preparar pra uma grande decepção.

Resolvi escrever esse post, porque hoje cheguei no trabalho, e fiquei rindo da situação. Tirei o casaco (preto) e quando pendurei no cabide, vi que ele estava todo sujo de sal, ou seja, branco. Tudo bem, dá uma esfregada, tudo certo. Sentei na cadeira, quando olhei pra baixo, minhas calças e as botas, pretas, todas sujas de sal: branco! Daí comecei a lembrar das coisas que eu nem imaginava quando vim pra cá, mas que fazem parte do dia a dia de todo canadense. Mas antes de entrar no assunto, vou abrir parênteses aqui: Que cisma é essa com roupa preta no inverno? Hoje eu estava de preto, de cima a baixo. A maioria das pessoas se veste com roupas escuras no inverno, será que é para parecer mais magrinha debaixo desse monte de roupas? Eu prefiro achar que é porque fica elegante. Pronto, fechei parênteses.

Roupas

A vantagem do Canadá é que as pessoas não se ligam nas aparências. Cada um se veste como quer e ninguém fica reparando se está bonito, feio, se combina ou não. O negócio é estar confortável e agasalhado. Aqui, as pessoas deixam um par de sapatos embaixo da mesa no escritório, pois você vai com as botas e troca. No verão também. Eu sempre malhei, e ía pro trabalho depois da academia. Ía de saia, toda social e… de tênis, bem confortável! Chegando no trabalho, colocava os sapatos e pronto. No Brasil não é assim. A maioria dos colegas me caçoava (essa é do tempo da minha avó) quando eu chegava de tênis (vindo da academia) e colocava os sapatos quando eu trabalhava no Rio.

Tres chic. Saindo da academia para o escritório.

Um outro detalhe é que a gente vê aquele pessoal com um casaco lindíssimo, de lã, uma luvinha e quem sabe, um lenço no pescoço, nos filmes e nem imagina que isso só serve pro outono. E olhe lá! No inverno, você vai precisar de um casacão enorme e pesado, botas e luvas forradas, gorro e um cachecol bem grosso para aguentar o frio. Imagina esse monte de roupa andando na neve, que mais parece uma areia da praia, e às vezes, andando no gelo, porque a neve derreteu, mas o tempo esfriou de novo e a água congelou. Parece um monte de pinguinzinho na rua, tudo vestido de preto…

Cabelos

Gente, não importa se você tem cabelo liso, crespo, cacheado… não há penteado que resista a uma touca de inverno. Se seu cabelo é cacheado, ele fica chapado no côco, e se é liso, quando você tira o gorro, por causa da estática, ele fica em pé! Existem algumas corajosas que não usam chapéu, mas nesse frio, prefiro ficar descabelada do que perder as orelhas congeladas!

Sal

Depois que a neve pára de cair, ou depois de algum tempo nevando sem parar, usa-se sal para ajudar a derreter a neve. Nas calçadas e nas ruas. Conforme você vai andando, o sal vai grudando nas suas botas, e se elas forem escuras, aparece logo, ficam logo manchadas de branco. E as roupas também. Você acaba encostando em alguma coisa e quando vê, está a roupa manchada.

Carros

Os carros nessa época do ano ficam I-MUN-DOS! Porque mistura a neve, com o sal, com a lama da neve que derrete… Isso por fora. E por dentro, não tem como limpar as botas antes de entrar. A gente até tenta fazer como a gente faz quando volta da praia, né? Bate os pés antes de entrar no carro? Diminui o estrago, mas no fundo a gente sabe que não teve jeito: os tapetes ficam com aquela água da neve que vai derretendo das botas, mais o famoso sal… Aqui é imprescindível os tapetes de borracha no assoalho do carro. Ah, e se você encosta no carro quando está entrando ou saindo… Resultado: roupas sujas de sal.

Yellow snow

Yellow snow é a neve amarela, onde os bichinhos fazem suas necessidades. Aqui, aparentemente, crianças pequenas confundem com sorvete de limão. Ok, isso é o que eu sempre ouvi dizer por aqui, mas como nunca vi nenhuma criança comendo essa “neve”, não posso afirmar com certeza.

Lama

É muito comum aqui nevar bastante e depois, a temperatura aumentar, derretendo um pouco da neve. Essa neve derretida, mais a poluição, óleo dos carros, forma uma lama. Obviamente, as ruas não são retinhas, então, onde tem uma falha, essa lama empoça, e vamos dizer que não é muito agradável ficar passeando em cima. E nas esquinas, elas costumam acumular, e quando você vai atravessar a rua, se calcular errado a altura da poça, pode molhar os pés na lama.

Outras coisas que não são tão agradáveis: Se onde você mora não tem garagem, você vai passar uns bons 10-15 minutos tirando a neve do carro antes de sair pela manhã. E como provavelmente você usou o carro no dia anterior, com o aquecimento ligado, a neve vai derreter e congelar de novo, grudando nos vidros, então você vai ter que raspar essa neve/gelo antes de sair com o carro.

Se você mora em casa, provavelmente tem calçada, que em Toronto, você tem 12 horas depois da neve cair, para limpar. A multa para quem não limpa a calçada é de $125. Se alguém escorregar na sua calçada e se machucar, ela pode te processar. Além disso, se sua calçada e entrada da casa não estiverem limpas, você provavelmente não vai receber suas correspondências. Eu sei porque passei férias no Brasil num inverno e tinha um bilhete do carteiro avisando que não faria entregas se a neve não fosse retirada.

Fiquei pensando nisso tudo e no quanto eu fui enganada pelos filmes de Hollywood antes de vir prá cá. 🙂 Ainda bem que o inverno não dura pra sempre!

O glamour de encher o tanque do carro quando a temperatura está -30C

You may also like...

Leave a Reply

%d bloggers like this: